Imprensa

Polêmica dos agrotóxicos

Publicado por O Popular NAISY CARVALHAIS BERNARDINO | 30 Ago 2018 - 13:30

O uso de agrotóxicos na agricultura sempre foi uma preocupação de todos, principalmente no que diz respeito aos malefícios causados à saúde do ser humano e ao meio ambiente. Com a discussão na Câmara dos Deputados de polêmico projeto de lei elaborado pelo atual ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, o assunto tornou-se alvo de questionamentos e críticas. A proposta, aprovada em Comissão, aguarda votação em Plenário.

A lei que trata sobre os agrotóxicos é de 1989. Diante disso, o texto do projeto traz uma nova roupagem, como, por exemplo, no que diz respeito à fiscalização e à comercialização dos agrotóxicos no Brasil. Além disso, a proposta sugere a mudança da nomenclatura dos agrotóxicos para “defensivos agrícolas” e “produtos fitossanitários”, o que libera a comercialização de mais substâncias, proibindo apenas aquelas que apresentam “risco inaceitável”.

A mudança do nome não muda os riscos do produto que será comercializado. Conforme já demonstrado por vários estudos, feitos inclusive pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e pela Fundação Oswaldo Cruz, os agrotóxicos são produtos tóxicos e nocivos para a saúde, podendo causar diversas doenças, como problemas neurológicos, motores e mentais, distúrbios de comportamento, endometriose e câncer de diversos tipos.

"Alguns podem argumentar que existe um uso seguro para diminuir os danos causados pelos agrotóxicos, mas não acredito nisso”

Outra mudança que vale a pena ressaltar é quanto à forma que será feita a aprovação dos agrotóxicos. Atualmente, a autorização tramita entre a Anvisa, o Ministério da Saúde e Ministério da Agricultura. Se o projeto for aprovado, a aprovação passará a ser concentrada em uma só entidade ligada ao Ministério da Agricultura, o que traz grandes preocupações, pois o órgão não é responsável por fiscalizar o que é nocivo à saúde e ao meio ambiente.

Por todos esses aspectos, o projeto vai de encontro ao que a maioria dos brasileiros quer: um alimento mais saudável e que não cause malefícios à saúde. Alguns podem argumentar que existe um uso seguro para diminuir os danos causados pelos agrotóxicos, mas não acredito nisso.

A proposta não pode seguir adiante. O que devemos ter é uma fiscalização mais rigorosa. Muitos agricultores já comprovaram que é possível fazer uma agricultura orgânica. É preciso propagar a ideia e lutar por esta mudança de cultura. Não vale a pena corrermos o risco.

Fonte: https://www.opopular.com.br/editorias/opiniao/opini%C3%A3o-1.146392/pol%C3%AAmica-dos-agrot%C3%B3xicos-1.1606195