Publicações

Em Diplomação, Lúcio Flávio reafirma compromisso com advocacia e manutenção da austeridade na OAB-GO

16 janeiro 2019 - 18:15 Publicado por: OAB/GO

O presidente Lúcio Flávio de Paiva reafirmou o compromisso com advocacia e manutenção da austeridade na Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás, em discurso nesta terça-feira à noite (15/01) na solenidade de diplomação dos membros da OAB-GO, da Casag e conselheiros seccionais eleitos no último dia 30 de novembro. 

Realizado no CEL da OAB/Casag, o evento teve a presença do presidente do Conselho Federal, Claudio Lamachia, além de presidente de OAB de sete estados, presidentes de subseções, representantes do poder Judiciário, como o presidente do TJ, desembargador Gilberto Marques Filho, do Ministério Público, o governador Ronaldo Caiado, o vice-governador Lincoln Tejota, deputados, vereadores, e advocacia em geral.

Receberam o diploma para o triênio 2019-2021 para a diretoria da OAB-GO: Lúcio Flávio de Paiva (presidente), Thales José Jayme (vice-presidente), Jacó Coelho (secretário-geral), Roberto Serra da Silva Maia (tesoureiro) e Delzira Menezes (secretária-geral adjunta).

Pela Casag: Rodolfo Otávio Pereira da Mota Oliveira (presidente); David Soares da Costa (vice-presidente); Valéria Alves dos Reis Menezes (secretária-geral); Nadim Neme Neto (secretário-geral adjunto); e Carlos Eduardo Ramos Jubé (tesoureiro).

Em discurso, Lúcio Flávio rememorou os desafios ao longo do último triênio, como a situação fiscal calamitosa no início de 2016, que culminou com a demissão de servidores e cancelamento de contratos. “Além disto, houve uma dissidência dentro do próprio grupo de gestão, com críticas levianas. Tudo foi feito para desestabilizar, mas não cedemos”, disse.

Ele também citou que na diplomação de posse, há três anos, a atual gestão foi surpreendida por um oficial de justiça que tinha em mãos uma liminar que impedia quatro candidatos eleitos de tomar posse. “Não cedemos ao assédio processual naquele momento e decidimos que, se quatro deles não poderiam ser diplomados, nenhum seria. Ali aprendemos a não abandonar ninguém”, ensinou. 

Revolução
Lúcio Flávio destacou a “revolução” que foi realizada na seccional goiana nos últimos três anos. “Estamos mais maduros e experimentados”. Afirma que seguirá com trabalho, coragem e responsabilidade. Lembrou também dos desafios institucionais e embates com os poderes constituídos enfrentados. Citou o Quinto Constitucional e a pressão do apadrinhamento. “Entregamos uma lista composta com advogados militantes e não militantes políticos”.

A respeito das metas para o mandato, Lúcio refletiu sobre seguir com investimentos para advocacia do interior e investir na Procuradoria de Prerrogativas. “Temos, acima de tudo, o compromisso com a sociedade. Não iremos ceder na defesa da constituição, do estado de direito e das garantias fundamentais”.

Papel da OAB
O governador Ronaldo Caiado afirmou que a Ordem dos Advogados do Brasil tem como compromisso garantir os direitos constitucionais e direito do cidadão e das minorias. “OAB é mais que uma entidade dos advogados. Ela é do Brasil. Essa é a verdade. Única entidade em que foi constituída por lei federal”, afirmou. 

O presidente do Conselho Federal, Claudio Lamachia, celebrou êxitos e união da advocacia, comprometido com os valores democráticos e rememorou a criação da Procuradoria das Prerrogativas, fato relevante e importante para a advocacia goiana.

Fonte: OAB/GO